segunda-feira, 11 de junho de 2018

Convite para a Roda de Conversa no Campos de São José

Convidamos os moradores do Campos de São José para uma roda de conversa do Ecomuseu.
Será na próxima terça feira, 12/06, às 19:30. O endereço é rua Antonio Benedito Henkemeier, n. 43.
Venha participar!


Confira como foi o evento de lançamento do projeto Ecomuseu+!

Foi dada a largada: o Projeto Ecomuseu+ está oficialmente lançado!

Os preparativos começaram logo cedo e simultâneos em vários pontos da Zona Leste de São José dos Campos. No Campos de São José, uma parte da equipe e moradores do bairro, participantes do projeto, ficaram na montagem do espaço no Parque Alambari. Já no Jd. Diamante foi onde começamos o itinerário do transporte para buscar os moradores dos novos bairros para participarem do evento. A primeira a chegar foi a Sueli, junto com o Matheus e o Felipe. Eles logo foram indicando outros moradores e casas para passar. Fomos aproveitando o caminho para conversamos, nos conhecermos melhor, trocarmos histórias. Seguimos para o Jd. Americano e, na sequência, o Campos de São José. Com a van quase lotada, chegamos ao nosso destino.

Os convidados foram recebidos com uma boa cantoria! Era o Célio tocando berimbau de um lado, música caipira de outro, com Tiane, Fabio e Geraldo. Reencontros com quem está com a gente desde o início do Projeto Ecomuseu Campos de São José, como a Eliana, a Zefa, o Gu, seu Elio e novos participantes como a Ivani, o seu Antônio. Exposições de saberes e fazeres, como a barraca de artesanatos da Lídia, a Cynthia, Rejane. Até a Pintura Currupiu marcou presença, que não poderia faltar! Com tanta coisa boa acontecendo e gente especial chegando, começaram as apresentações. 










Tiane Tessaroto abriu a fala e Maria Siqueira, coordenadora do projeto, fez os agradecimentos e contou um pouco sobre a proposta do novo projeto, o Ecomuseu+. "Não é uma tarefa fácil, mas é muito gratificante quando a gente consegue transformar um pouquinho que seja. Temos essa ideia de que aos poucos nós conseguiremos abraçar o mundo, porque nossa vontade é transformá-lo. Abrir a porta do nosso quintal e fazer um pouquinho mais. Assim o vizinho, e assim a outra pessoa. Acreditamos nesse poder das pessoas, juntas, conseguindo transformar o mundo" conta Maria.
Já Eliana, moradora do Campos de São José e participante do Ecomuseu, destaca a importância de ampliar o projeto, "É passar a sementinha pra frente", afirma. Outros participantes compartilharam seus olhares, como Angela Savastano, vice-presidente do CECP, Daniel Sales Correia - Gerente Geral da Revap e Lazaro Augusto Guimarães Andrade Brandão - Gerente Setorial da Responsabilidade Social da Regional São Paulo/Sul.
 

Para celebrar esse momento especial, Geraldo e Tiane se apresentaram tocando músicas da cultura caipira e Célio tocou uma ladainha no berimbau, representando seu grupo de capoeira. Foi uma manhã marcante para este novo momento do Projeto Ecomuseu+, que finalizou com uma visita à área da Fazendinha.







Agradecemos a todos os presentes!
E continuem acompanhando nossas novidades, até a próxima!

quinta-feira, 17 de maio de 2018

Lançamento do Projeto Ecomuseu+!

É com muita alegria que anunciamos o Lançamento do Projeto Ecomuseu+! O evento de lançamento acontecerá no dia 22 de maio, às 10h, no Parque Alambari, localizado no bairro Campos de São José, território que recebeu e acolheu o primeiro projeto de Ecomuseu do Estado de São Paulo, da Região do Vale do Paraíba e da cidade de São José dos Campos.

O Ecomuseu+ é a possibilidade de ampliação do projeto "Ecomuseu Campos de São José: Compartilhando saberes e fazeres", que aconteceu durante os anos de 2015 e 2017, viabilizado pelo patrocínio da Petrobras e realizado pelo CECP - Centro de Estudos da Cultura Popular. O projeto foi "soprado" e, no ano de 2017, mesmo sem o incentivo deste edital, o Ecomuseu continuou vivo por conta do envolvimento de moradores e moradoras do território do Campos, que fizeram a semente plantada, germinar. Em 2018, o projeto foi contemplado novamente pela Petrobras/Governo Federal e a equipe de campo voltará ao bairro, em uma proposta de intervenção territorial, visando desenvolvimento local, onde os protagonistas das mudanças são os próprios moradores! Além do retorno ao Campos, o projeto de Ecomuseu será ampliado para dois novos bairros da região: Jd. Diamante e Jd. Americano.

O Projeto tem como objetivo promover o empoderamento comunitário e a valorização do patrimônio cultural e ambiental nos bairros vizinhos à Refinaria Henrique Lage (Revap), proporcionando um novo olhar das pessoas para a comunidade em que vivem, identificando os pontos positivos e questões a melhorar, mas sempre com foco naquilo que eles mesmos podem resolver.

No dia 22, um ônibus circulará entre os bairros para levar os moradores interessados até o Parque Alambari e celebrar essa conquista! Será um momento de trocas de saberes à lá "Trecos e Tarecos", a Feira organizada e produzida pelos participantes do Ecomuseu nestes primeiros dois anos de projeto.
Pontos e horários de encontro:
- Jd. Diamante: 8h00, Rua Rosa Coulicoff, em frente ao Restaurante do Coutinho.
- Jd. Americano: 9h00, Rua Julia Cursino, em frente a Igreja Nossa Senhora Aparecida.
- Campos de São José: 9h20, em frente à Escola Valmar.

Acompanhe nosso evento no facebook: https://www.facebook.com/events/234599513979498/
Contamos com a sua presença!

segunda-feira, 14 de maio de 2018

Valmar em ação!

Os dias 2, 3 e 4 foram de muito trabalho na escola Valmar Lourenço Santiago, do Campos de São José. Aconteceram diversas atividades, nas quais os alunos puderam acessar novos conhecimentos, contar um pouco de suas ricas histórias e colocar a mão na massa!

O primeiro momento se deu com a visita de Luciano e Elisa, da Secretaria de Urbanismo e Sustentabilidade (SEURBS), para conversar com os alunos sobre a questão dos resíduos que geramos, o famoso "lixo" e pensar, sobre, mas também, além da reciclagem. Refletir de forma consciente sobre o consumo e a influência desse modelo em nossas vidas, utilizando para tanto o documentário "A história das coisas". Após o vídeo, os alunos puderam debater e expor seus pensamentos e opiniões sobre o assunto, em uma roda de conversa.




O segundo dia foi sobre muita enxada, trabalho e dedicação dos alunos no espaço da horta, em um mutirão de limpeza e preparação do local. Para esse momento, o Sena, participante do projeto Ecomuseu há aproximadamente 4 anos, o Fabio, Maria, Juliana, Aline e Raquel, Daniel e alguns professores também estiveram presentes para compor e fortalecer o time. "Me surpreendi muito com as turmas! Quando cheguei lá, olhei pra tudo aquilo e pensei: não vai dar para fazer tudo hoje, é muita coisa. E pelo contrário, o pessoal deu super conta, foi muito, muito bom mesmo!", comenta Juliana, sobre o dia intenso vivido junto aos alunos.



Para fechar a maratona da semana, o terceiro dia foi um momento de trocas, para conhecermos um pouco mais a história de vida, tradições e saberes presentes na vida dos alunos. Foram realizadas questões como a origem de suas famílias, relação com agricultura, atividades culturais, transmissões artísticas, entre outras riquezas.



Uma semana intensa, repleta de trocas, desafios, aprendizados e muito trabalho em equipe. Parabéns a todos os envolvidos e um agradecimento à dedicação da equipe de campo do Ecomuseu!

Fotos por Raquel Henrique e Fabio Bueno

sexta-feira, 4 de maio de 2018

Explorando o território: um olhar curioso sobre a natureza

Como falar de um território sem considerar toda forma de vida que ali habita?
Nesse território, sendo um bairro urbano ou rural, não há maneiras de reconhecê-lo sem que seja dada a devida importância àqueles que vivem ali, que carregam consigo sabedorias únicas, transmitidas de geração para geração, que podem ser entendidas como as riquezas imateriais daquela região, e que se relacionam, interagem e transformam constantemente o meio.

Este meio se transforma, seja naturalmente ou por meio da intervenção da sociedade, de acordo com a bagagem cultural e sabedorias adquiridas no decorrer da vida de cada um. Como nos relacionamos com a natureza que nos cerca, mesmo que em um meio urbano? Quanta atenção damos a essas transformações? Que olhar temos para o meio em que habitamos e o quanto refletimos sobre esse caminhar junto as mudanças? Podemos cuidar e intervir no território em que vivemos, considerando este uma extensão de nossas próprias moradias?


Com o intuito de provocar este olhar curioso e novos questionamentos nos alunos de 1ºs e 2ºs anos que estudam no período da tarde na Escola Estadual Professor Valmar Lourenço Santiago, foi realizada, nos dias 23, 24 e 25 de abril, uma saída de campo. Ou seja, uma visita ao próprio território habitado pelos alunos, porém, buscando um outro olhar sobre a paisagem.
Na ocasião, os alunos foram convidados a ter um olhar de curiosidade, de questionamento, de exploração do meio, reparando em como a natureza interage com o contexto urbano e como a sociedade interage com a natureza neste contexto. Uma forma de resgatar este olhar e também possibilitar que heranças de vida venham à tona, como a relação da família com a terra, agricultura, artesanato, entre outros.

  

E falando sobre como interagir com a natureza em meios urbanos, não poderíamos deixar de ir até a Fazendinha, não é mesmo? A Fazendinha é uma Área de Preservação Permanente cultivada por moradores do Campos de São José desde 2015. Lá eles plantam árvores nativas e, no entremeio das árvores, fazem seu roçado. Essa ação foi fruto do Projeto Ecomuseu Campos de São José, projeto patrocinado pela Petrobras durante os anos de 2015 e 2017, que desde então mobiliza moradores do local em prol do bem comum.


Uma primeira etapa para a semente de um novo Projeto que, por meio do projeto Ecomuseu, está sendo plantada na escola Valmar, junto à seus alunos. Fiquem de olho que em breve essa semente germinará e poderão colher novidades!


 

Acessem também nossa página do Facebook que lá poderão acompanhar os resultados desta exploração pelo olhar fotográfico dos alunos da escola Valmar: http://www.facebook.com/ecomuseusjc

Atualmente, as ações realizadas pelo Centro de Estudos da Cultura Popular (CECP) na Escola Valmar, no Campos de São José, são patrocinadas pelo Instituto Embraer e pela Petrobras. Além disso, retomamos o Projeto Ecomuseu, agora incluindo, além do Campos, os bairros Jardim Americano e Jardim Diamante, com novo patrocínio da Petrobras.

Fotos: Raquel Henrique





quinta-feira, 29 de junho de 2017

Feira de Saberes e Fazeres Trecos e Tarecos, inverno de 2017

Saberes e fazeres do Campos de São José!
No próximo dia 08 de julho tem Feira de Trecos e Tarecos no Parque Alambari. Venha conhecer!!! Das 12:00 às 16:00 horas.

A imagem pode conter: 4 pessoas, criança, sapatos e atividades ao ar livre

terça-feira, 6 de junho de 2017

Mais uma Feira de Saberes e Farezes Trecos e Tarecos!!!!

Para quem está com saudades
e
Para os que ainda não conhecem:

Vem aí mais uma edição da 
Feira de Saberes e Fazeres
Trecos e Tarecos
do Ecomuseu Campos de São José! 

Será no dia 08 de julho de 2017
das 12:00 às 14:00 horas
no Parque Alambari - Campos de São José.

Venha
e traga seus amigos!




Cenas de edições passadas da Feira Trecos e Tarecos.
Para relembrar!!!!!